domingo, novembro 30, 2008





Newton viajou, focou o cosmo e
partiu deixando pedaços de riso em nós,
brincadeiras de uma vida séria.
Se foi ontem...dia triste,
dormiu e não acordou aqui, pelo menos,
abriu os olhos da alma livre,
está agora olhando um novo hoje.
E aqui, um hoje de saudade, impossível não sentir,
porque impossível não ter sentido nele a inocência, a criança, o amor por todos.
Quem dera pudéssemos viver todos juntos novamente.
Mas aqui, pelo menos...sabemos que recomeça novo ciclo,
um recomeço de saudade...dor no fundo...espelho de uma memória muito machucada...
é momento de testar e saber que Deus está conosco,
e está com ele, como ele sempre quis.
O mundo ficou um tanto sem graça agora,
pelo menos até entendermos o sentido das coisas,
das esquinas e dos clubes que forjamos com a carne do coração, que dói agora.

Boa viagem , meu querido irmão,
que aprendamos um pouco da sua doce figura, amiga de muitos amigos,
semente deixada a ferro e fogo aqui em meu corpo,
somos puro amor, por isso sofremos.
Que nossas vidas-alma possam um dia festejar o reencontro...
Vai com Deus.


Carlos Wagner

9 comentários:

Coutinho Sagrada e campos disse...

Ola' Carlos, muito obrigado pelo aviso. Desculpe eu ter ligado naquelas condicoes, mas fiquei realmente transtornado.O seu irmao foi o melhor amigo que tive aqui na Europa.
Eu realmente amava ele como um irmao e estara' sempre no meu coracao. Ele me inspirou muitas vezes e foi sempre uma razao de motivacao na minha vida. Ele sempre lutou e superou as dificuldades, enfrentando todas as barreiras e obstaculos. Ele fazia com que eu quisesse tornar-me uma pessoa melhor. Eu nunca esqueci ou esquecerei dele, e sempre quando toco um instrumento ou escuto os Beatles eu lembro dele, sorrindo e brincando. Essa e' a forma como eu sempre vou recorda-lo com seu espirito alegre e brincalhao.
Tenho certeza que sua partida foi serena e em paz, pois foi sempre uma pessoa integra e boa.
Fiquei triste somente em nao poder ter partilhado mais tempo com ele como desejava e tambem com um sentimento de culpa tremendo, porque alguns dias antes ele tentou me ligar no Skype, mas tinha deixado o computador ligado e adormeci, de manha mandei uma mensagem para ele em Ingles, espero que ele tenha lido.
E mandei uma outra mensagem no dia 30 bem curta, aqui transcritas:

[12/11/2008 03:53:12] henriuk says: Fera!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
[12/11/2008 03:53:16] henriuk says: nao acredito
[12/11/2008 03:57:40] henriuk says: how r u bro? long time no c u... I left the puter on and slept while I was waiting for my sis to get online, sorry. I missed you call... I happy to hear from U bro... hope everything is alright with U and your family... hope we can talk soon here... Usually,I am onine in the evening between 6pm to 1am brazil's time bro but I will try to catch you here... hugs bro... hope to c u soon... always your friend, Max.
[12/11/2008 03:57:59] henriuk says: I have added U in my contact list anyway
[12/11/2008 03:58:14] henriuk says: FFFFFFFFFEEEEEEEEEEEERRRRRRRRRRRRRRRRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
[30/11/2008 20:26:44] henriuk says: e ai' fera? tudo bem?

Nos chamavamos um ao outro de Fera, porque era isso que ele realmente era, um fera na viola...
Estive no Brasil no comeco do ano e tinha passado uma mensagem para ele perguntando se ele nao queria ir passar uns dias em minha casa la' em Santos e ele me pediu pra ligar urgente, mas com todas as viagens e atribulacoes acabei nao o fazendo, espero que ele tenha me perdoado por isso... Ja' nao ia ao Brasil fazia anos e foi meio agitado, mas agora o remorso bate forte porque tive a oportunidade de ve-lo e nao o fiz.
Isso fez-me refleitr muito na vida agora e pensar se vale mesmo a pena ficar longe dos amigos e familia, porque o que realmente importa na vida e' o tempo que passamos com os amigos e a familia, A felicidade so' e' completa se for partilhada....
Ele, outra vez, de uma certa forma, sempre me ajudando, mesmo nessas horas...
Eu levei muitos instrumentos pro Brasil e ia montar um pequeno estudio e tinha planos de chama-lo para tocarmos juntos....
Desculpe a carta longa numa hora dessas, e' que estou realmente angustiado e chorei muito.
Estou rezando por ele e espero que ele, esteja onde ele estiver, saiba que era muito adorado por diversas pessoas.
Meus mais sinceros sentimentos a todos os familiares.
Abracos,
Max.

Coutinho Sagrada e campos disse...

Enviado por Sônia Lúcia

Olá priminho querido, como sempre faço todos os dias, aí vai
nossa correspondência.

Sábado foi um dia muito triste para mim, porque fiquei
sabendo que meu priminho caçula se foi,"para ver outras
paisagens". Você bem sabe o quanto é importante para muitos
que aqui ficaram. Acho que onde chegar vai haver uma grande
festa: dos parentes que também se foram, dos amigos, dos que
deixaram saudades. Mas, sei também que lá haverá uma pessoa
sempre disponível para ajudar, que terá uma palavra
conciliadora para cada ocasião, que tocará um violão com o
coração, cantando com a voz carregada de amor pelos homens e
pelos cachorros. Sei que essa pessoa, o meu Tataco, já sabe
que "porco não vua", mas conserva em seu coração a
simplicidade de um menino que lutou para viver e viver bem,
para crescer e cresceu, mas manteve a simplicidade de quem
precisa saber mesmo se porco vua. Nossos contatos agora não
precisarão ser escritos, porque você lerá meus pensamentos e
saberá pelo meu coração que nunca vou te esquecer. Até
breve. Lili Grande

Fio disse...

Há pouco o que dizer e muito que sentir. A saudade agora muito forte se esvairá. A tristeza agora muito presente se desvanecerá. Ficará a forte presença. Vivemos por décadas brincando de ser gente e vivendo ser gente. Mas afinal, o que significa ser gente? Esta sempre foi a pergunta? Que se traduz o que significa "ser humano". Foram décadas de pesquisa. Pesquisa-ação. Leituras, músicas, poemas (modernosos, estilosos, nunca rimados) e muita ação, muita vida, muito experimentar. Estar em BH ou São Paulo, Brasil ou Canadá, aqui ou no futuro? Foi sempre o aqui e o agora. O futuro seria plantado com o agora, na vivência. Isto ficou meu amigo. A certeza de que o que se viveu ficou nos corações. E não há lugar mais indelével, mais marcador, mais memorizador. Da mesma forma que ficou a sua marca aqui no peito. E esta marca, meu amigo, vem em forma de "eterno". Fio 2/12/2008

Anônimo disse...

Existe uma grande diferença entre as dores.A fisica e a sentimental.A fisica nos ataca tomamos um remedio e pronto aguardamos que ela melhore.A dor sentimental não.Ela perdura em forma de indissoluveis lembranças.
Chega a ser assustador sentir as pessoas se afastarem(ou serem afastadas)assim de nós sem mais nem menos.Nós que quando jovens(frutos da ousadia)chegamos a nos considerar(pelo que fizemos)quase imortais.
Peço desculpas a toda familia por não ter podido aparecer para apresentar minhas condolencias e desejo de todo coração que mais esse duro golpe seja absorvido através da fé.
Good Bye Newtão.
Muita saudades de todos.
Até breve.
Roberto Dias

Coutinho Sagrada e campos disse...

Roberto, não se preocupe por não ter ido. Lá, nos lembramos de todos, sem nenhuma exceção. Você sempre foi nosso querido amigo e irmão. A distância não corroeu essa fraternidade de pessoas tão ímpares. Nossas vidas de adultos são assim mesmo, nos consomem e nos impedem de ser, como na juventude, imortais, como éramos. Receba nossos sentimentos também. Esperamos vê-lo em breve.
Carlos Wagner

Clara Arreguy disse...

Vá, meu amigo

só hoje soube da perda do nosso querido Newtão. Fiquei triste, muito triste. Era um amigo e tanto, tão bom, tão bonito, um poeta e um companheirão. Soube pelo Luca, meu irmão, que soube pelo Petrônio. Moro em Brasília, não poderei aparecer por aí tão cedo para dar um abraço apertado em vocês, mas saibam que amamos muitos todos vocês, os Coutinho Campos e Sagradinos em geral, nosso amigos da juventude que ficarão sempre guardados no coração. O Newtão foi grande em todos os sentidos, por isso fará grande falta.

Beijos, amigo!

Clara

Coutinho Sagrada e campos disse...

Oi Clara,
tudo bem com você.
Por aqui a onda é de aprendizado, focalizar a amplitude das coisas, não pensar muito nos detalhes da memória, senão fica difícil. O olhar queda para os registros e o dia passa com maior peso.
Sendo assim, estamos bem. Há muito amor envolvido em nossas vidas, muito acolhimento e cuidado. Temos recebido sempre falas e mensagens as mais queridas sobre o Newton. Impressionante o quanto ele era pra cima, tinha objetivo e determinação. E o quanto era amado. Ficou um baita exemplo para todos nós.
E você , sumiu. Imagino o quanto de trabalho tem diariamente. Sou seu fã e torcedor. Sempre que posso dou uma espiada pelos seus lados.
Muito obrigado pela mensagem. Não importa o tempo. Como disse ao Roberto Dias, lá, todos estavam, sentíamos a presença com muita força. Havia tristeza, porém, certeza da grande união entre todos. Sinto que o Newtão está de lá pensando poemas e soprando ondas de amor.
Abração

Coutinho Sagrada e campos disse...

Sara me ligou e perguntou quando foi a morte do Newton. Voltei aqui e fiquei lendo esses textos e depoimentos. Incrível como é forte a memória das vivências entre nós. Só isto!!!
Wa

Valéria Campos disse...

Acabo de fazer o mesmo
...em lágrimas!!

Todos novos em Capetinga

Todos novos em Capetinga
Olha aí o pessoal lá de antes...

O lobo da estepe - Hermann Hesse

  • O lobo da estepe define minha personalidade de buscador

ShareThis