quarta-feira, julho 20, 2016

Pra Sara

Pra Sara

Você não é metade! Você é inteira!
A falta é o vazio do vaso, o espaço do infinito incontido.
Você nunca foi metade, foi sempre em si inteira,
E mesmo lá, no início, em tenra idade,
Já te sabia repleta, pensando em ser guerreira!

Você não é metade, pois é completa em se completando,
Frágil, dócil, em se equilibrando,
Abrindo asas, tímida, mas decidida e solidária.

Te vejo amando ser cidade,
Amando ser o cuidar, o amor e a  capacidade.
Te vejo ser povo, lugar, cidade e cidadã.
Te vejo sem inveja, e invejo ser o que sejas.

Que seja então completa,
Cozinheira das poções,
Das mágicas, dos sabores e das canções.

Te vejo ser inteira, completa e em busca,
Pra ser intensidade, pra ser sempre mocidade,
Menina, mulher, adulta, mãe e filha.
Múltipla, amiga, pole, corda pano ou tatame.

Você não é metade!
Você repleta meu inteiro,
Que eu retorne a ti o que me dás, inteira!
Pois és importância imensa, sem medida!

2 comentários:

Valéria Campos disse...

Linda definição!!
Lindo texto!!

Valéria Campos disse...

Linda definição!!
Lindo texto!!

Todos novos em Capetinga

Todos novos em Capetinga
Olha aí o pessoal lá de antes...

O lobo da estepe - Hermann Hesse

  • O lobo da estepe define minha personalidade de buscador

ShareThis