domingo, agosto 28, 2005


apanhando pra' daná...
Tento mais uma vez...de teimoso que sou..
Vá...
Consegui...
De presente, essa foto, para quem primeiro deu rtesposta ao blog...

13 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Wow, you have a good blog here! I'm going to bookmark you! I have a condo rental and playacar site/blog. It pretty much covers condo rental and playacar related stuff.

Come and check it out if you get time :-)

Coutinho Sagrada e campos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Coutinho Sagrada e campos disse...

Pois é, fiquei batido no lance pra entender essas últimas comunicações. Sei lá. Alguém entra, acha qualquer coisa e vai dando opinião.
Enquanto isso, fico aqui de prontidão.

cwcampos disse...

2005/08/30 O DIA EM QUE O ROCK FEZ MPB DA BOA O Povo Fairplay


O DIA EM QUE O ROCK FEZ MPB DA BOA
A gente vive de selecionar nosso gosto estético a partir de lógicas bem pessoais.
Pois bem, estas lógicas, que parecem tão nossas são, na verdade,opções sociais.A distinção social se faz a partir das decisões de gosto, mas somos impelidos a fazer escolhas pelos padrões existentes.

Esta concepção pós-kantiana de Pierre Bourdieu explica bem nossa agenda estética. Eu, por exemplo, me armei da idéia de que o grupo Los Hermanos não passava de uma bandinha de roqueiros desmiolados - profundos como um pires de leite- para usar a expressão clássica de Nelson Rodrigues.
Enganei-me.

Ouvindo e repetindo centenas de vezes o novo CD dos Los Hermanos, chamado apenas de 4, percebi um grupo como há muito a música popular brasileira não produzia.

Letras e músicas minimalistas sem muito som pesado, nem palavreado inútil.
Duas antológicas:"Fez-se mar" e "Paquetá"Na primeira, Marcelo Camelo fez um samba daqueles que João Gilberto adoraria cantar. "Fez-se mar, senhora, o meu penar/ Demora não, demora não/. Vai ver o acaso entregou alguém para lhe dizer"

Na segunda, Rodrigo Amarante manda uma melodia linda, uma letra à la Francisco Buarque. "Ah, se não eu não aguento ouvir outro não/quem sabe um talvez ou um sim/eu mereça enfim. É que já sei de cor/qual o quê dos uais/ e poréns dos afins/pense bem/ ou não pense assim."

Um disco suave. Meio subterrâneo. Cheio de referências à boa MPB dos anos 70.

Enfim, me rendi ao mito Los Hermanos e passo para o outro lado das imposições. Agora as aceitas.


Colhido no site los hermanos, do jornal acima especificado.
Mas Los Hermanos é mais que isto!!!

Anônimo disse...

Vá,
Adorei a homenagem. Não me lembro de ter saído nesta foto. Muito legal. Quanto a Los Hermanos, acho que você deve ter razão, mas ainda não consegui escutar pra poder me apaixonar assim. Espero que aconteça.
Que história é essa destes comentarios de desconhecidos!! Coisas de internet!?!?!

Beijos,

Regina

Coutinho Sagrada e campos disse...

Me parece serem sites de propaganda. Eu, num primeiro momento, não entendi como alguem poderia chegar ao site e ter percebido que poderia postar algumas mensagens.
Deixa p´ra lá!

Anônimo disse...

Ei, Regina Maria, vc continua com a mesma cara de menina levada da breca!
Bjim,
Célia Regina

Coutinho Sagrada e campos disse...

É mesmo, Ré, cê tem razão...
E você, tudo bem por aí?
Você também merece ter um premio por primeiras participações. Se quiser, mande uma foto e nós publicamos. É mais uma Coutinho na área. Abraços

Célia Regina disse...

Pois é, enfim um espaço pra gente por os assuntos em dia, já que a distância e o tempo não conseguiram nos afastar totalmente!
Não sei ainda como enviar fotos. Tenho que lhe mandar por email?
Abraços,
Ré de S.José.

Coutinho Sagrada e campos disse...

É, manda alguma foto que você já tem aí e, se não tiver problema de colocá-la no ar, eu ponho. Isso tudo é mais para nós nos vermos, nos falarmos e deixar histórias e notícias nossas.

Todos novos em Capetinga

Todos novos em Capetinga
Olha aí o pessoal lá de antes...

O lobo da estepe - Hermann Hesse

  • O lobo da estepe define minha personalidade de buscador

ShareThis